Artes, negócios, diversão e comportamento.

Quer ser criativo? Então conviva com a criatividade.

Peça Teatral Irmãos de Sangue em cartaz no SESC Belenzinho é obra da genialidade criativa Por Mauro Henrique Toledo, Mauai

Se você deseja participar de uma experiência criativa extraordinária na arte, vá ao SESC Belenzinho assistir Irmãos de Sangue (curta temporada até 2 de novembro). No palco jorram criatividade, beleza, sensibilidade, paixão, dedicação, suor e amor pelo que se faz.

Irmãos de sangue é experiência essencial para emocionar e estimular o mundo criativo que nos habita (ou que nós habitamos) e que não temos dimensão do quanto podemos nele. E por falar em criatividade … 

blog teatres peça teatral irmãos de sangue

Em cartaz no SESC Belenzinho

… é comum hoje o discurso do “seja criativo”, “seja inovador”, “pense fora da caixa”, “pense diferente”, etc. São frases de ordem para empresas, empreendedores, profissionais das áreas de marketing, produtos, serviços e outras tantas. Acredito que um dos requisitos básicos para ser criativo (os outros ainda vou criar, rs) é conviver com a criatividade, é participar de eventos criativos, assistir, ver, ser junto na com-vivência da co-criação. E claro que uma experiência ao vivo sempre permite essas percepções à flor da pele.

Quando pensamos em criatividade é bom pensar em objetividade, ou seja, o que queremos criar? Para que? Geralmente se pensa inovação como algo que possa ser útil, utilidade, porque sendo útil pode-se vender e ganhar dinheiro ou não somente. Assim, conta-se a útil história de Alice quando no Pais das Maravilhas, que encontra o Gato e pergunta: – Gato, onde vai dar essa estrada? E o Gato pergunta de volta: – Onde você quer ir? E Alice responde: – Não sei, estou perdida. E o Gato diz: – Para quem não sabe onde quer chegar qualquer caminho serve. Com o uso deste diálogo de uma das histórias mais criativas de todos os tempos, pretende-se definir a importância de definir objetivos para facilitar chegar a eles. Ajuda, mas não é tudo.

Há uma frase que também ajuda que disse Chico de Assis, escritor, ator, dramaturgo, mestre de dramaturgia: “Para chegar ao desconhecido vá por caminhos que você não conhece”. Ou seja, inventar caminhos, permitir-se errar, ousar. Criatividade é também ousadia, é ser errante, perder-se, aprender com erros e continuar buscando. Buscando o que? Novos caminhos, fluxos, outros cenários e não obviedades reformatadas. Epa, também obviedades reformatadas, pois como diz a velha máxima: na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma. Ou ainda como dizem alguns ironicamente: na natureza, nada se perde, nada se cria, tudo se copia. E por aí vamos inventando moda, criativamente.

Escrevi a digressão reflexiva acima estimulado por uma experiência criativa fascinante que tive ontem: assistir a peça teatral Irmãos de sangue. Uma peça de teatro sem texto, uma narrativa impressionante composta por gestos, intenções, emoções, corpos, ações. Uma fonte de criatividade plena de amor pela arte, pela vida, pela criatividade e não apenas pela criati_vaidade.

Vá logo, não perca, curta temporada de 17 de outubro até 2 de novembro!

Clique e saiba como assistir a peça 

 

 

Compartilhar

Deixe o seu comentário