Artes, negócios, diversão e comportamento.

7 dicas pra não se deixar amargurar no fim do ano!

Fim de ano, refletindo como foi até agora, como está sendo e como pode ser! Por Mauro Henrique Toledo

1ª – Se está com baixo poder aquisitivo, não se constranja. Apesar da cultura do consumo ser ainda mais agressiva no Natal, a época natalina preza por cultuar valores construtivos de convivência fraterna que simplesmente não tem preço. 

2ª – Se falou o que não devia para alguém e ficou um clima de ressentimento e mágoa, peça desculpas. Relações de confiança e amizade podem ser retomadas e reconstruídas.

3ª – Se ao longo do ano se programou para atividades que lhe seriam saudáveis e não se dedicou a elas, não diga que irá começar em 2014. Comece agora.

4ª – Se estiver em família nas festas e não apreciar o cardápio, seja elegante, coma o que gosta e elogie quem preparou tudo com carinho do jeito que sabe e pode.

5ª – Se estiver sozinho e se sentir solitário, vá a lugares onde possa conhecer outras pessoas solitárias que podem ser solidárias neste momento fraterno de nossa amorosa humanidade.

6ª – Se lhe incomoda que a fartura nesta época não é possível a todos, compre um presente simples, um alimento gostoso e dê-se de presente, levando seu abraço e sorriso à alguém de comunidade carente.

7ª – Se não se inclui em nenhuma das situações acima e julga o Natal ser época de hipocrisia e consumismo sem sentido, reflita que nem todos pensam como você; e que muitos só conseguem dar, receber e compartilhar amor nesta época do ano. 

Compartilhar

Deixe o seu comentário