Artes, negócios, diversão e comportamento.

Teatrês e Luiz Algarra, parceria fodástica!

Uma história de construção de parceria entre conversações sobre comunicação, qualidades de relações e capacidades de liderança. Por Mauro Henrique Toledo

Nosso mais recente projeto foi  fazer teatro corporativo no encontro nacional de líderes SMART FIT, rede de academias do mesmo fundador da Bio Ritmo, Edgar Corona. O convite veio de Luiz Algarra, profissional que conheci via web ao pesquisar sobre o trabalho excepcional de Biologia Cultural de Humberto Maturana e sua escola Matriztica no Chile. Luiz Algarra se define profissionalmente como Design de fluxos de conversações sistêmicas, gostei demais disso e fui pesquisar sobre o professor. Ao ver os vídeos e ler artigos de Luiz Algarra imediatamente tive a sensação positiva de que ele seria um grande parceiro da Teatrês. Liguei pra Algarra e marcamos um café, ele gentil e solicito aceitou e no primeiro encontro meu e de Alzira com ele tivemos horas de prosa, o que já deu pra sentir nossa afinação conversacional, profissional, etcétera e tal.

Um mês depois recebi a alegria do convite. Algarra disse: – “Preciso de vocês para o encontro de líderes da SMART FIT, são três dias em Niterói e o querer que quero é teatro com personagens exclusivos e dinâmicas teatrais”. E Algarra marcou um encontro com a direção da empresa em SP e lá fui apresentar  a expertise Teatrês para nove jovens diretores de SP, via skype para líderes de Rio de Janeiro, Brasília, Recife e Porto Alegre. A SMART FIT é empresa que em apenas quatro anos já alcançou 380.000 clientes, sendo primeira no ranking na América Latina. Algarra já orientava o processo de conversação de elaboração do encontro nacional com eles e eu esperava a hora de ser acionado na reunião para dar o meu parecer sobre a colaboração educativa da Teatrês.

No transcorrer da reunião fiquei impressionado com a qualidade da comunicação nas conversações; os líderes se entendiam de um jeito que eu nunca havia presenciado em reuniões de negócios. A reunião transcorria num fluxo de envolvimento admirável. Havia liberdade, franqueza e assertividade. As dúvidas, oportunidades de escolhas e decisões eram “clareadas” entre eles sem nenhuma arrogância racional nem emocional. Falavam, ouviam e se respeitavam. A impressão que eu tinha é que formavam uma equipe de atores de teatro em reunião após terem lido o texto de um grande dramaturgo. Cada um destes jovens líderes sabia exatamente o papel que lhe cabia representar em prol da empresa, porém, mais que isso, sabiam também que todos os outros atores (colegas) eram importantes para o sucesso de cada um deles e claro, para o sucesso de todo o empreendimento.

Após ouvir, ver e sentir, ofereci  sugestões de como a Teatrês poderia colaborar para o evento. Abria-se a porta para um dos mais ricos desafios de nosso trabalho de teatro corporativo. Um processo de criação e produção que envolvia todas as nossas especialidades num mesmo projeto: teatro sob-medida, improvisações direcionadas e dinâmicas específicas fundamentadas em nossos conceitos e práticas Business Evolution.

Bom, necessário dizer que ainda tínhamos a presença criativa e a condução de Luiz Algarra no processo das vivências, o que tornaria o resultado do evento ainda mais rico em criatividade e mais efetivo em resultados. Mas o que aconteceu no evento é história para outro post na sequência. Abraços e até breve.

Compartilhar

Deixe o seu comentário