Artes, negócios, diversão e comportamento.

Linguagem é ação. Ouvir + interpretar = escutar.

Um dia de enriquecimento humano vivencial, fundamentado no sucesso de dez anos da metodologia business Evolution, orientando ações para resultados em comunicação comportamental, com foco na qualidade de relações no ambiente profissional e pessoal.

(*) “Tanto as ações como as nossas interpretações sobre as situações são avaliadas em função dos resultados que alcançamos com elas. E os resultados são critério fundamental para avaliar nosso comportamento. Daí que é fundamental perguntar: – atuando da maneira que atuo, estou conseguindo o que desejo? – Estou vivendo a vida que aspiro? – Estou construindo relações que conferem maior sentido à minha vida?

A existência de resultados que não nos satisfazem implica que é necessário mudar as ações que produzem esses resultados, sejam nossas ações ou de outros. Se nossas ações não são modificadas, os resultados não serão. E o caminho para começar a agir para mudar está na nossa capacidade de observação. E o que é o observador?

O observador orienta o sentido que damos para o acontecer. Observar trata da maneira como interpretamos a situação que enfrentamos. Nossa qualidade de ação depende das interpretações que realizamos sobre o que está acontecendo. A partir de uma determinada interpretação, surge um conjunto de ações possíveis e claro, outras ações se excluem. A maneira como formulamos o problema nos levará a executar determinadas ações e a excluir outras”. (*) Livre tradução reflexiva da obra de Rafael Echeverria.

São diversos pontos os de vista e interpretações para uma mesma história.

A prática Teatrês aprimora a competência do observador, o que auxilia na tomada de ações mais eficientes em busca de melhores resultados. Permite aos participantes enxergarem-se em ação, enquanto aprendem observando a execução das ações de outros. É a generosidade do experimento, do não-erro, do não-acerto, das várias tentativas e opções criativas de caminhos e resoluções eficientes de situações e dificuldades.

Compartilhar

Deixe o seu comentário