Artes, negócios, diversão e comportamento.

A arte de ser infeliz em 3 dicas incríveis!

Três técnicas eficazes para complicar a vida2. Por Mauro Henrique Toledo

Algumas pessoas têm um poder incrível de transformar suas próprias vidas… num inferno. Praticam as técnicas do besta seller: “Sempre pode piorar – ou a arte de ser infeliz”. Seguem três delas:

Primeiro, a técnica “Morando no Passado”: analisemos sem saudosismo, a infância e adolescência são épocas difíceis. Pais discutindo, irmãos disputando, brigas na escola, crescimento, hormônios, sexo, beijo na boca, coisas terríveis de enfrentar. Época de inseguranças, angústias, medo do futuro. Porém, para quem pratica a arte da infelicidade o passado é a época dourada. A pessoa vive de lembranças, mora nas lembranças. E ao contar coisas alegres do passado fica deprimida pelo tempo que não volta mais. E ao contar coisas tristes do passado fica mais deprê ainda, pois acredita que seus problemas de hoje tem origem lá atrás. Infeliz na certa.

A segunda é a técnica do “começar de novo”. A pessoa vive brigando com a namorada, está entre tapas e beijos, até mais tapas que beijos, ou só nos tapas. Os amigos falam: “meu, esse namoro já morreu, termina isso”. Mas não, a pessoa fica ali, na zona de desconforto. Acredita piamente que se a relação começar de novo vai ser diferente. E se afasta dos amigos e fica na esperança da outra parte da laranja bichada melhorar. E se depois de muito sofrimento acontece o fim, vai procurar outra namorada e … a nova será igualzinha a ex. De novo, infeliz.

Finalmente, a técnica da pessoa que acha que existe uma conspiração para acabar com a vida dela. Vai passar no farol que fecha de repente e pronto: aquele marronzinho armou de fechar justamente na hora em que ela ia passar. A fila no banco não anda, a outra anda, pronto: o gerente do banco armou de atrasar a fila dela. E não para aí. Existem as forças ocultas. Ela chega em casa e vê um risco pequeno no portão da garagem, pronto: alguém marcou a casa para ser assaltada. Ou tem certeza que é macumba. No trabalho, aquele clips que ela deixou ontem com a ponta virada pra cima, hoje de manhã está com a ponta virada pra baixo. Pronto, alguém está armando a fritura dela. Se os amigos falam – “Você está viajando, meu” – Pronto, agora tem certeza que todos escondendo alguma coisa dela. Tudo e todos conspiram contra ela.

Pronto, aí estão três técnicas infalíveis do besta seller “Tudo pode piorar, ou a arte de ser infeliz”. Quer complicar? Pratique!

Compartilhar

Deixe o seu comentário